Capital: um drama para ser lido, relido e... ouvido

Autores

  • Carlos Alves do Nascimento Programa de Pós-graduação em Economia do IE/UFU
  • Fernando Frota Dillenburg UFRGS
  • Fábio Maia Sobral FEAAC/UFCO

Palavras-chave:

Marx, teoria do valor, exploração, superexploração.

Resumo

O trabalho consiste numa réplica à crítica contida no artigo“Uma teoria da superexploração da força de trabalho em Marx? Um Marx que nem mesmo ele tinha percebido” de Marcelo Dias Carcanholo e Hugo Figueira Corrêa. A crítica de Carcanholo e Corrêa tinha por objeto o artigo “Teoria da exploração e da superexploração da força de trabalho em O capital (Livro I) de Marx”, publicado na edição 40 da Revista da SEP.

Biografia do Autor

Carlos Alves do Nascimento, Programa de Pós-graduação em Economia do IE/UFU

Doutor em Economia Aplicada pelo IE/UNICAMP e Professor do Programa de Pós-graduação em Economia do IE/UFU (can@ie.ufu.br).

Fernando Frota Dillenburg, UFRGS

Doutor em Filosofia pelo IFCH/UNICAMP e Professor na UFRGS.

Fábio Maia Sobral, FEAAC/UFCO

Doutor em Filosofia pelo IFCH/UNICAMP e Professor da FEAAC/UFC

Referências

BENOIT, H. Platão e as temporalidades: a questão metodológica. São Paulo: Annablume, 2015.

BENOIT, H. “Pensando com (ou contra) Marx? Sobre o método dialético de O capital”, Crítica marxista, n. 8, São Paulo: Xamã, junho/1999.

BENOIT, H. “Sobre a crítica (dialética) de o capital”, Crítica Marxista, n. 3, São Paulo: Xamã, 1996.

CORRÊA, H. F. & CARCANHOLO, M. D. “Uma teoria da superexploração da força de trabalho em Marx? Um Marx que nem mesmo ele tinha percebido”, Revista da Sociedade Brasileira de Economia Política, n. 44, p. 10-30, jun. 2016.

MARX, K. O capital: crítica da economia política. São Paulo: Nova Cultural, 1996.

MARX, K. “Teses sobre Feuerbach”. In: MARX, K. & ENGELS, F. A ideologia alemã. São Paulo: Martins Fontes, 1989.

Downloads

Publicado

2016-07-08