Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita, o que significa que o manuscrito submetido não foi publicado anteriormente e não está sendo avaliado para publicação em outra revista.
  • O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF.
  • URLs para as referências foram informadas quando possível.
  • O texto está em espaço 1,5; usa uma fonte de 12-pontos; emprega itálico em vez de sublinhado (exceto em endereços URL); as figuras e tabelas estão inseridas no texto, não no final do documento na forma de anexos.
  • O trabalho respeita os limites de páginas estabelecidos pela Revista, ou seja, o máximo de 25 laudas em formato A4, para artigos; 4 laudas para resenhas. Em ambos os casos, o limite estabelecido inclui as notas, referências bibliográficas, gráficos e ilustrações.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores.
  • Em caso de submissão a uma seção com avaliação pelos pares (ex.: artigos), assegurar que a avaliação seja às cegas (verificar item 6 das Diretrizes para Autores).

Diretrizes para Autores

  1. A Revista da Sociedade Brasileira de Economia Política (RSEP) publica artigos inéditos e originais, em português ou espanhol. Em casos específicos, a serem definidos pelo Comitê Editorial, será aceita a publicação simultânea em revistas estrangeiras (inserir essa informação no ato da submissão em "Comentários ao Editor"). Além disso, são aceitas submissões de traduções de textos inéditos em português (leia o tutorial específico para esta modalidade), que tragam contribuições relevantes para os debates compreendidos no foco e no escopo da revista.

  2. Todos os manuscritos submetidos à revista devem estar dentro da orientação editorial (ver Sobre a Revista), e os textos passarão por uma avaliação preliminar do Comitê Editorial, que verificará se o manuscrito segue as diretrizes da revista e se enquadra em seu foco e escopo. Na fase de avaliação inicial, os editores também checarão se os autores seguiram as normas de ética e de boa conduta, de modo a evitar plágio ou autoplágio. Em seguida, os manuscritos serão submetidos à apreciação de, pelo menos, dois pareceristas do Conselho Editorial ou de especialistas escolhidos ad-hoc. Os textos podem ser aprovados ou rejeitados e, no caso de divergência, serão enviados para um terceiro parecerista.

  3. Os trabalhos submetidos à revista não devem estar identificados, para garantir uma avaliação às cegas. Isso significa, basicamente: (1) não conter o nome dos autores; (2) não conter qualquer referência textual que identifique a autoria dos trabalhos (textos do tipo "como disse em outro trabalho"). Para mais informações, verificar item 6. Também é necessário transferir, como documento suplementar, uma versão do texto identificada com o nome do(s) autor(es) e a identificação institucional, da forma como se deseja que apareçam na revista editada. Esta versão não será acessada pelos avaliadores.

  4. A remessa de originais à revista implica a autorização para sua publicação pelo(s) autor(es). Não serão pagos direitos autorais.

  5. Para as submissões, é necessário se cadastrar no sistema da Revista da SEP. Para tanto, acesse a página de cadastro. Se já está cadastrado, faça login como Autor. No lado direito da tela, sob o menu Autor, encontra-se o link “Nova submissão”. Clique e siga os passos para submeter o trabalho

  6. Assegurando a avaliação cega por pares: Para garantir a integridade da avaliação cega pelos pares, todo esforço deve ser feito para evitar que as identidades dos autores e revisores sejam conhecidas um do/pelo outro. Isto envolve os autores, editores e revisores (que carregam documentos como parte de sua revisão), verificarem se as seguintes medidas foram tomadas em relação ao texto e às propriedades do arquivo:
    • Os autores do documento devem excluir seus nomes do texto, das referências e das notas de rodapé, utilizando em seu lugar "Autor" e "Ano", em vez do nome dos autores, título do artigo etc.
    • Em documentos do Microsoft Office , a identificação do autor deve igualmente ser removida das propriedades do arquivo (no menu do Word: Arquivo, Informações, Verificando Problemas, Inspecionar Documento, Inspecionar, Remover Tudo).
    • Com PDFs, os nomes dos autores também devem ser removidos das Propriedades do Documento, encontradas na opção Arquivo no menu principal do Adobe Acrobat.
  7. Para submeter os manuscritos, é necessária a utilização da seguinte formatação:

       – Margens: 3 cm para as margens direita e esquerda e 2,5 cm para as margens superior e inferior.

       – Fonte: Times New Roman, tamanho 12 e entrelinhas com 1,5 de espaçamento.

       – Para artigos e traduções (tutorial específico para traduções), o tamanho máximo é de 25 laudas em formato A4. Para resenhas, o limite é de 4 laudas. Serão publicadas resenhas de livros que tenham sido lançados no Brasil ou no exterior nos três últimos anos. 

       – Numerar as tabelas, os gráficos e as figuras; e, se estiverem em arquivo separado, colocar a indicação precisa de sua posição no texto. O formato das referências bibliográficas é o seguinte: (MARX, 1982, p.124). As referências completas devem ser colocadas no final do texto e conter apenas as obras citadas, conforme exemplos abaixo:

  • Livro:

PACKARD, Vance. Estratégia do desperdício. São Paulo: Ibrasa, 1965.

  • Capítulo de livro ou parte de obra coletiva:

VOINEA, Serban. "Aspects sociaux de la décolonisation". In: FAY, Victor. En partant da Capital. Paris: Anthropos, 1968, p.297-333.

  • Artigo publicado em periódico:

YATSUDA, Enid. "Valdomiro Silveira e o dialeto caipira", Revista Novos Rumos. São Paulo: Novos Rumos, Ano 1, n. 2. p. 27-40, 1986.

  • Artigo publicado em anais:

DUFOURT. D. "Transformations de l’éconornie mondiale et crises de la régulation étatique". In: COLLOQUE ÉTAT ET RÉGULATIONS, 1980, Lyon. Anais do Colloque État et Régulations. Lyon: PUF, 1980, p. 49-72.

  • Teses, dissertações e monografias:

CRISENOY, Chantal de. Lénine face aux moujiks. Tese de Doutorado em Ciências Sociais — École de Hautes Études en Sciences Sociales, Paris, 1975.

  • Outros documentos:

IBGE. Anuário Estatístico do Brasil – 1995. Rio de Janeiro: IBGE, 1996.

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.