O Programa de Investimento em Logística (PIL) e o fim do projeto neodesenvolvimentista:

Os atravessamentos de um acontecimento

Autores

Palavras-chave:

Programa de Investimento em Logística, Neodesenvolvimentismo, Luta de classes, Acontecimento, Logística

Resumo

O Programa de Investimento em Logística (PIL) foi lançado durante a primeira gestão (2011-2014) da Presidenta Dilma Rousseff. O PIL tinha como objetivo ampliar a infraestrutura e a logística referente à movimentação de cargas no Brasil. Entretanto, a produção de conflitivas relações políticas/econômicas/ideológicas no Brasil, entre os anos de 2013 e 2016, influenciou e colocou fim ao que estava previsto. Desta maneira, o objetivo deste artigo é demonstrar como o PIL foi atravessado pelas relações de produção e pela condensação circunscrita ao fim do projeto neodesenvolvimentista (um acontecimento).

Biografia do Autor

Roberto Mauro da Silva Fernandes, Universidade Estadual do Centro-Oeste

Pós-doutorando em Geogradia pela Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO). Doutor em Geografia pela Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD). Contato eletrônico: robertomauro.fernandes@hotmail.com.

Referências

ANDERSON, P. “Crisis in Brazil”, London Review of Books, v. 38, n. 8 (21), pp. 15-22, 2016.

ANTT. Contrato de Concessão. EDITAL nº 005/2013. Parte VII. Rodovia Federal: BR-163/MS: trecho entre a divisa com o estado do Mato Grosso e a divisa com o Paraná. Brasília, 2013.

BARBOSA, F. O. Análise do arranjo institucional do setor portuário conforme a Lei nº 12.815/2013 e seus impactos na regulação de arrendamentos operacionais. Dissertação de mestrado. Universidade de Brasília. Faculdade de Tecnologia. Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, Brasília, 2016.

BASTOS, P. P. Z. “Ascensão e crise do governo Dilma Rousseff e o golpe de 2016: poder estrutural, contradição e ideologia”, Revista Economia Contemporânea, n. especial, pp. 1-63, 2017.

BINENBOJM, G. “As parcerias público-privadas (PPPs) e a Constituição”, Revista Eletrônica de Direito Administrativo Econômico, Salvador, Instituto de Direito Público da Bahia, n. 2, maio-jun-jul, pp. 159-175, 2005.

BOITO JR., A. Reforma e crise política no Brasil: os conflitos de classe nos governos do PT. Campinas; São Paulo: Editora Unicamp; Editora Unesp, 2018.

BRAGA, V. & CASTILLO, R. “Tipologia e topologia de nós logísticos no território brasileiro: uma análise dos terminais ferroviários e das plataformas multimodais” Boletim Campineiro de Geografia, v. 3, n. 2, pp. 235-258, 2013.

BRANDÃO, C. A. “Espaços estatais dos processos de neoliberalização e as recentes reestruturações regulatórias na Escala Nacional do Brasil” In: SUERTEGARAY, D. M. et alii (orgs.). Geografia e conjuntura brasileira. 1ª ed. Rio de Janeiro: Consequência Editora, 2017, pp. 35-58.

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para assuntos jurídicos. LEI Nº 8.987, de 13 de fevereiro de 1995.

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para assuntos jurídicos. LEI Nº 11.079, de 15 de Agosto de 2004.

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para assuntos jurídicos. MEDIDA PROVISÓRIA Nº 576, de 19 de Agosto de 2012.

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para assuntos jurídicos. LEI Nº 12.815, de 5 de junho de 2013 (a).

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para assuntos jurídicos. DECRETO Nº 8.129, de 23 de outubro de 2013.

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para assuntos jurídicos. DECRETO Nº 8.134, de 28 de outubro de 2013.

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para assuntos jurídicos. DECRETO Nº 8.033, de 27 de junho de 2013 (b).

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para assuntos jurídicos. MEDIDA PROVISÓRIA Nº 652, de 25 de julho de 2014.

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para assuntos jurídicos. MEDIDA PROVISÓRIA Nº 656, de 07 de outubro de 2014.

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para assuntos jurídicos. DECRETO Nº 8.464, de 8 de junho de 2015.

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para assuntos jurídicos. DECRETO Nº 8.465, de 8 de junho 2015.

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para assuntos jurídicos. LEI Nº 13.097, de 09 de janeiro de 2015.

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para assuntos jurídicos. MEDIDA PROVISÓRIA Nº 727, 12 de maio de 2016.

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para assuntos jurídicos. LEI Nº 13.334, de 13 de setembro de 2016.

BRASIL. Presidência da República. Casa Civil. Subchefia para assuntos jurídicos. Decreto nº 8.875, de 11 de outubro de 2016.

BRAUDEL, F. “História e Ciências Sociais. A longa duração”. In: Escritos sobre a História. 2ª. ed. São Paulo: Perspectiva, 1992 [1965]. pp. 41-78.

BRESSER-PEREIRA, L. C. A construção política do Brasil: sociedade, economia e Estado desde a independência. São Paulo: Editora 34 Ltda, 2014.

CARNEIRO, R. “Navegando a contravento (Uma reflexão sobre o experimento desenvolvimentista do Governo Dilma Rousseff)”, Texto para Discussão. Unicamp. IE, Campinas, n. 289, mar., pp. 1-40, 2017.

CASTELLS, M. A sociedade em rede. São Paulo: Paz e Terra, 1999.

CNT – CONFEDERAÇÃO NACIONAL DO TRANSPORTE. Plano CNT de logística. Brasília: CNT, 2008.

DIEESE. Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos socioeconômicos. Plano Nacional de Logística. Nota Técnica nº 113, outubro de 2012.

FARRANHA, A. C.; FREZZA, C. S. & BARBOSA, F. O. “Nova lei dos portos: desafios jurídicos e perspectivas de investimentos”, Revista Direito GV [online], 2015, vol. 11, n. 1, pp. 89-116, 2015.

FERNANDES, R. M. S. “O Grupo Globo, a construção de sentido e o silenciamento de vozes: narrativas acerca das manifestações dos dias 13 e 18 de março de 2016”. In: GOBBO et alii (orgs.) O Poder da Mídia no Brasil – (re)editando outras verdades. 1ª ed. Rio de Janeiro: Lamparina, 2016.

FERNANDES, R. M. S. O Programa de Investimento em Logística como instituição no imediato: uma análise (“ao calor da hora”) sobre a implantação de estratégias para o setor de transporte no Brasil e no Mato Grosso do Sul. Tese de Doutorado. Faculdades de Ciências Humanas, Universidade Federal da Grande Dourados, 2017.

FIESP – FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SÃO PAULO. Conceito de logística. Brasília: Fiesp, 2016.

FREZZA, C. S. A nova Lei dos Portos e os modelos de concessões e de agências reguladoras: mecanismos para a garantia do interesse público. Dissertação de Mestrado. Universidade de Brasília. Faculdade de Tecnologia. Departamento de Engenharia Civil e Ambiental, Brasília, 2016.

GOBBO et alii (orgs.) O Poder da Mídia no Brasil – (re)editando outras verdades, 1ª Ed. Rio de Janeiro: Lamparina, 2016.

LEMOS, A. Cibercultura: tecnologia e vida social na cultura contemporânea, 2.ed. Porto Alegre: Sulina, 2004.

LÉVY, P. Cibercultura. Trad. Carlos Irineu da Costa. 2.ed. São Paulo: Editora 34, 2000.

LIMONGI, F. “Impedindo Dilma”, Novos estudos CEBRAP, edição especial, São Paulo, pp. 5-13, 2017.

POULANTZAS, N. Poder político e classes sociais. 2ª ed. (trad. de Francisco Silva.). São Paulo: Martins Fontes, 1985.

POULANTZAS, N. O Estado, o poder, o socialismo. 3º ed. (trad. Rita Lima). Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2000.

PRONER, C. et alii. A resistência ao golpe de 2016. 1ª Edição. Bauru/SP: Canal 6 editora, 2016.

RIBEIRO, M. P. (org.). “10 Anos da Lei de PPP. 20 Anos da Lei de Concessões - Viabilizando a Implantação e Melhoria de Infraestruturas para o Desenvolvimento Econômico-Social”, 2014. Disponível em:< http://www.portugalribeiro.com.br/wpp/wp-content/uploads/10-anos-lei-ppps-20anos-lei-concessoes.pdf>. Acesso em: 12/02/2019.

SILVEIRA, M. R. “As cinco revoluções e evoluções logísticas e seus impactos sobre o território brasileiro” In: SILVEIRA, M. R.; LAMOSO, L. P. & MOURÃO P. F. C. (orgs.). Questões nacionais e regionais do território brasileiro. 1ª ed. São Paulo: Expressão Popular; UNESP. Programa de Pós-Graduação em Geografia, 2009.

SINGER, A. “Cutucando a onça com varas curtas - O ensaio desenvolvimentista no primeiro mandato de Dilma Rousseff (2011-2014)”, Novos Estudos, n. 102, julho 2015.

SOARES, R. P. & CAMPOS NETO, C. A. S. Das concessões rodoviárias às Parcerias Público-Privadas: preocupações com o valor do pedágio. Brasília: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), 2006.

TV NBR. Ministro dos Transportes detalha o Programa de Investimentos em Logística: Rodovias e Ferrovias. Disponível em:. Acesso em: 18/09/2012.

Downloads

Publicado

2019-12-16