Reflexões teórico-metodológicas sobre uma pretensa formalização da superexploração do trabalho

Autores

  • Rodrigo Straessli Pinto Franklin Departamento de Economia da Universidade Federal do Espírito Santo

Palavras-chave:

Superexploração, Teoria da Dependência, Teoria do Valor.

Resumo

o trabalho apresenta uma crítica à tentativa de formalização da categoria superexploração realizada por Carlos Eduardo Martins no artigo intitulado “Superexploração do trabalho e acumulação de capital: reflexões teórico-metodológicas para uma economia política da dependência”, publicado na edição 5 da Revista da Sociedade Brasileira de Economia Política. Os equívocos de Martins são divididos em dois tipos: os equívocos formais, relacionados o manuseio impróprio da linguagem matemática; e os equívocos de fundamento, relativos ao uso inadequado de categorias marxistas, tais como mais-valor adicional, valor, e preços de produção.

Biografia do Autor

Rodrigo Straessli Pinto Franklin, Departamento de Economia da Universidade Federal do Espírito Santo

Professor Adjunto do Departamento de Economia da Universidade Federal do Espírito Santo - UFES

Referências

AMARAL, Marisa Silva. “Neoliberalismo na América Latina e a nova fase da depen-dência”. In: V Colóquio Internacional Marx e Engels, 2007, Campinas. Anais do V Co-lóquio Internacional Marx e Engels. Campinas, 2007.

AMARAL, Marisa Silva. Teorias do imperialismo e da dependência: a atualização ne-cessária ante a financeirização do capitalismo. Tese de Doutorado em Economia – Fa-culdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.

AMARAL, Marisa Silva; CARCANHOLO, Marcelo Dias. “Superexploração da força de trabalho e transferência de valor: fundamentos da reprodução do capitalismo depen-dente”. In: FERREIRA, Carla; OSORIO, Jaime; LUCE, Mathias Seibel (Org.). Padrão de reprodução do capital: contribuições da teoria marxista da dependência. São Paulo, SP: Boitempo, 2012, p. 87–102.

BRESSER-PEREIRA, Luiz Carlos. “Interpretações sobre o Brasil”. In: LOUREIRO, Maria Rita (Org.). 50 anos de Ciência Econômica no Brasil: pensamento, instituições, depoimentos. Petrópolis: Vozes/Fipe, 1997, p. 17–69.

CARCANHOLO, Marcelo Dias. “(Im)Precisões sobre a categoria superexploração da força de trabalho”. In: ALEMIDA FILHO, Niemeyer. Desenvolvimento e dependência: cátedra Ruy Mauro Marini. Brasília: Ipea, 2013, p. 71-97.

CONWAY, Dennis; HEYNEN, Nikolas. “Dependency theories: from ECLA to Andre Gunder Frank and beyond”. In: DESAI, Vandana; POTTER, Robert B. (Org.). The companion to development studies. London: Hodder Education, 2008, p. 92–96.

DUARTE, Pedro Henrique Evangelista. Superexploração da força de trabalho e política sindical no Brasil. Dissertação de Mestrado em Economia – Instituto de Economia, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2010.

KELLY, Robert E. No “‘Return to the State’: Dependency and Developmentalism aga-inst Neo-Liberalism”. Development in Practice, London, v. 18, n. 3, p. 319–332, Jun. 2008.

LUCE, Mathias Seibel. “A superexploração da força de trabalho no Brasil: evidências da história recente”. In: ALEMIDA FILHO, Niemeyer. Desenvolvimento e dependên-cia: cátedra Ruy Mauro Marini. Brasília: Ipea, 2013, p. 145-165.

LUCE, Mathias Seibel. A teoria do subimperialismo em Ruy Mauro Marini: contradi-ções do capitalismo dependente e a questão do padrão de reprodução do capital: a histó-ria de uma categoria. Tese de Doutorado em História – Programa de Pós-Graduação em História, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Rio Gran-de do Sul, Porto Alegre, 2011.

MANTEGA, Guido. “O pensamento econômico brasileiro de 60 a 80: os anos rebeldes”. In: LOUREIRO, Maria Rita (Org.). 50 anos de Ciência Econômica no Brasil: pensamento, instituições, depoimentos. Petrópolis: Vozes/Fipe, 1997, p. 107–158.

MARINI, Ruy Mauro. Dialéctica de la dependencia. 5. ed. México: Era, 1981.

MARINI, Ruy Mauro. Plusvalía extraordinaria y acumulación de capital. Cuadernos Políticos, México, n. 20, p. 18–39, abr. 1979.

MARTINS, Carlos Eduardo. Globalização, dependência e neoliberalismo na América Latina. São Paulo: Boitempo, 2011.

MARTINS, Carlos Eduardo. “A Superexploração do Trabalho e a Economia Política da Dependência”. In: MARTINS, Carlos Eduardo; VALENCIA, Adrián Sotelo. (Org.). A América Latina e os Desafios da Globalização. São Paulo: Boitempo, 2009, p. 189-216.

MARTINS, Carlos Eduardo. Globalização, Dependência e neoliberalimo na América Latina. Tese de Doutorado em Sociologia – Departamento de Sociologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2003.

MARTINS, Carlos Eduardo. “Superexploração do trabalho e acumulação de capital: reflexões teórico-metodológicas para uma economia política da dependência”. Revista da Sociedade Brasileira de Economia Política, Rio de Janeiro, n. 5, p. 121–138, dez. 1999a.

MARTINS, Carlos Eduardo. “Superexploração do Trabalho e Acumulação de Capital: Reflexões Teórico-Metodológicas sobre o Pensamento de Ruy Mauro Marini”. In: IV Encontro da Sociedade Brasileira de Economia Política, 1999, Porto Alegre. Anais do IV Encontro da Sociedade Brasileira de Economia Política, Porto Alegre: SEP, 1999b.

MARTINS, Carlos Eduardo; VALENCIA, Adrián Sotelo. “A Teoria da dependência e o pensamento econômico brasileiro – crítica a Bresser e Mantega”. In: III Encontro da Sociedade Brasileira de Economia Política, 1998, Niterói. Anais do III Encontro da So-ciedade Brasileira de Economia Política, Niterói: SEP, 1998, p. 416–431.

MARX, Karl. O capital: crítica da economia política; livro primeiro - o processo de produção do capital. São Paulo: Boitempo, 2013.

PRADO, Fernando Correa. “História de um não-debate: a trajetória da teoria marxista da dependência no Brasil”. Comunicação & Política, Rio de Janeiro, v. 29, n. 2, p. 68–94, 2011.

SANTANA, Pedro Marques de. Dependência e superexploração do trabalho no capita-lismo contemporâneo. Brasília: Ipea, ABET, 2013.

TOPIK, Steven. “Dependency Revisited: Saving the Baby from the Bathwater”. Latin American Perspectives, Thousand Oaks, v. 25, n. 6, p. 95–99, Nov. 1998.

VELASCO, Andrés. “Dependency Theory”. Foreign Policy, Washington, n. 133, p. 44–45, 1 nov. 2002.

VLIEGENTHART, Arjan. “Bringing Dependency Back” In: The Economic Crisis in Post-socialist Europe and the Continued Relevance of Dependent Development. Histo-rical Social Research / Historische Sozialforschung, Mannheim, v. 35, n. 2 (132), p. 242–265, 1 Jan. 2010.

Downloads

Publicado

2018-01-23