De Adam Smith a Von Mises:

a decadência ideológica do liberalismo

Autores

  • André Guimarães Augusto Universidade Federal Fluminense (UFF)

Palavras-chave:

ideologia, liberalismo, Adam Smith, von Mises

Resumo

O objetivo desse texto é traçar uma análise comparativa entre o liberalismo de Adam Smith e o neoliberalismo de von Mises. É defendido nesse artigo que a trajetória do liberalismo de Adam Smith a von Mises apresenta características daquilo que Lukács definiu como decadência   ideológica. A ideologia liberal se transforma, progressivamente, de um elemento de defesa da realização de possibilidades emancipatórias reais em uma ideologia reacionária, que cria obstáculos para a realização de possibilidades emancipatórias. Demonstra-se aqui que o imediatismo, a ausência de historicidade, o formalismo, o escolasticismo, o agnosticismo e o irracionalismo – elementos que, segundo Lukács, caracterizam a decadência ideológica – estão presentes na ideologia liberal tal como formulada por von Mises.

Referências

COUTINHO, C. N. O estruturalismo e a miséria da razão. São Paulo: Expressão Popular, 2010.

FINE, B.; MILONAKIS, D. From Political Economy to Economics. Londres: Routledge, 2009.

FRIEDMAN, M. “The Methodology of Positive Economics” in: Essays in Positive Economics. Chicago: University of Chicago Press, 1966.

HEGEL, G. W. Enciclopédia das ciências filosóficas em compêndio, vol. I: a ciência da lógica. São Paulo: Edições Loyola, 1995.

LUKÁCS, G. “Marx y el Problema de la Decadencia Ideológica” in: Problemas del Realismo. México D. F.: Fondo de Cultura, 1966.

______. Para uma ontologia do ser social, I. São Paulo: Boitempo, 2012.

MEEK, R. Smith, Marx and After. Springer, 1977.

OLIVER, H. M. “Von Mises on The Harmony of Interests”, Ethics, vol. 70, n. 4, 1960.

REDMAN, D. The Rise of Political Economy as a Science. Methodology and the Classical Economists. Massachusetts: The MIT Press Cambridge, 1997.

SMITH, A. Lectures on Jurisprudence. Indianapolis: Liberty Fund, 1982.

______. A riqueza das nações: investigação sobre sua natureza e suas causas. Coleção “Os economistas”. São Paulo: Abril Cultural, 1996.

______. Teoria dos sentimentos morais. São Paulo: Martins Fontes, 2002.

VON MISES, L. Liberalism. In the Classical Tradition. São Francisco: Cobden Press, 1985.

______. Human Action. A Treatise on Economics. Alburn: The Ludwig von Mises Institute, 1998.

______. As seis lições. São Paulo: Instituto Ludwig von Mises Brasil, 2009.

Downloads

Publicado

2021-12-21